Alexandre Moreira


alexandre.moreira@jornalcaicara.com.br
Colunas
Tem horas que me pego pensando em Donald Trump. Vamos redefinir: me pego pensando no que ele diz. O cara acorda a nação com declarações atômicas em seu Twiter. Começou o jogo com o gordinho babão da Coreia do Norte. Acho que podemos ganhar uma grana com isso. Montamos uma banca – clandestina, off course – e apostaremos em quem fala mais merda, ele ou o adiposo comunista. Páreo dificílimo. Depois, quando usarem seus brinquedinhos atômicos, vamos iniciar outra disputa: quem será o imperador da Poeira do Norte e da Poeira do Território de Guam. Acho que o gordicho sai na frente. [...]
As velhas bobagens preciosistas continuam sendo as velhas bobagens. Tem pessoas que tornam motivos que os movem em um folhetim enfadonho, grosseiro. E o que desejam é tão consistente quanto uma casquinha de sorvete molhada. Tudo bem. Poderia ser bem pior. Eles poderiam jogar cerveja na cesta de lixo em chamas. Pouco importa o que as pessoas fazem para alimentar a alma. Acho que é uma questão do que fazer para se proteger contra a morte em vida. Nem seria o caso de alimentar coisa alguma. Se fosse por isso, muitos não beberiam até a loucura. E tantos outros não se colocariam em [...]
Os juízes condenam, os bandidos libertam. Fui puxado pelo rabo logo cedo por um colega de profissão das antigas. Veio com um questionário de perguntinhas (aquelas que geralmente nos faz correr) para um trabalho de variedades de uma futura edição. A cavaqueira embandeirou para os seguintes pontos: a função social do escritor, como escrever um texto capaz de atingir os 3 % (proporção de leitores diários no Brasil) e, baseado no filósofo Roland Barthes – que acreditava que cada escritor tem o seu mote, – qual seria então a minha tendência? Disse a ele que: a função [...]

Carregando...