Maria Daluz Augusto


lulu@jornalcaicara.com.br
Colunas
Ano XII – Dezembro/1969 – Número 189 Sara Pimpão Marcondes – Amazonas Marcondes Filho, 8-12-1909 – 8-12-1969 Em cada lar existe ou existiu sempre uma rainha. Aquele Anjo de ternura e de bondade que se denomina, quando merece: “o coração da Família”. A mãe lega o nome à sociedade conjugal. Ela é a criatura que realiza milagres num trabalho escondido. Morre um pouco, cada vez que um dos seus sofre. A mãe verdadeira, o anjo que com seu bom exemplo lega seus filhos o que ela tem de melhor. Tudo dá de si, omite-se, vivendo somente para o lar. Heroínas [...]
Quisera guardar-te para sempre em meu coração, acalentar-te com minha ternura, velar teu sono, fazendo de meu peito uma almofada para a tua fronte. E, assim, entre meus braços, mimando-te, vigiando teu despertar, dando-te o abrigo do meu carinho, dizer-te ao ouvido o que sinto. Quisera meu menino, dizer-te que não há inverno na vida, que só há flores, luz, calor e que a felicidade não se desvanece nunca. Que ela existe e é eterna. Quisera dizer-te menino que a tua bondade terá prêmios, que a morte não chega, que o mal não existe, que o engano é uma fantasia, que o egoísmo é um [...]
Ano XIII – Setembro/1967 – Número 163 Porto União é uma cidade linda, capaz de seduzir o visitante mais austero, devido à situação geográfica. Atavia-se com o azul do céu, com a indecisa cor do majestoso Iguaçu, com a luminosidade quente e vibrante do sol tropical nos dias claros de verão. Vaidosa, vive a mirar-se nas águas calmas e profundas do Iguaçu, cantado pelos seus poetas. Porto União, quando chega o inverno, encolhe-se friorenta e lânguida, suspirando ansiosa pelo sol que faz resplandecer as calçadas, as praças as ruas. Gosta de futebol e do esporte náutico. [...]

Carregando...