1956, quando a riqueza chegava de trem

Quarenta e um milhões, seiscentos e três mil, oitocentos e cinquenta e oito cruzeiros mais oitenta centavos (Cr$ 41.603.858,80). Essa foi a soma das receitas totais geradas pela estação ferroviária de Porto União da Vitória, em 1956. Apresentado assim, sem qualquer contextualização, esse número não nos diz muita coisa. Afinal, lá se vão mais de sessenta anos, algumas moedas diferentes e nem sei mais quantos zeros cortados desde que ele era capaz de transmitir alguma mensagem por si mesmo. É necessário, então, contextualizá-lo para entendermos sua importância central.
Antes de mais nada, façamos uma conversão monetária simples utilizando o índice IGP-DI, da Fundação Getúlio Vargas, para saber quanto esse valor representa em termos atuais. Chega-se, assim, á cifra de R$ 25.021.692,81, ou pouco mais de vinte e cinco milhões de reais, que equivalem no câmbio de hoje (18 de março), a $ 4.503.829,64 ou, novamente simplificando, pouco mais de quatro milhões e meio de dólares. Esse foi o tamanho da riqueza gerada por nossas cidades através da ferrovia, de acordo com o relatório anual da Rede de Viação Paraná – Santa Catarina daquele ano. É muita coisa! Mas, creio, ainda podemos calibrar um pouco melhor nossa perspectiva com a consideração de mais alguns dados. Vamos a eles.
Todas as estações da RVPSC arrecadaram juntas, cerca de quatrocentos milhões de cruzeiros, em 1956. O que significa que, em termos aproximados, nossa estação respondeu, sozinha, por mais de 10% de toda a riqueza gerada pela ferrovia paranaense naquele ano, no qual o Produto Interno Bruto total do Brasil ficou, segundo o IBGE, em cerca de 111 bilhões de cruzeiros. Fazendo os devidos cálculos, descobrimos que a estação de Porto União da Vitória respondeu por cerca de 0,037% de toda a riqueza gerada no país naqueles doze meses, se minhas habilidades matemáticas, próprias de um historiador, não me enganarem. Para fins de comparação, basta considerar que, em 2017, as receitas totais das cidades de União da Vitória e Porto União, somadas (pouco menos de 278 milhões de reais) representaram cerca de 0,00014% dos mais de 2 trilhões de dólares produzidos no Brasil, no período (novamente, se minhas contas não estiverem pregando uma peça).
Finalmente: essa cifra fez com que, em 1956, a estação de Porto União da Vitória fosse a segunda mais rentável de todo o Paraná. Atrás apenas de Maringá (a qual produziu pouco mais de 59 milhões de cruzeiros em renda), e á frente de Curitiba (pouco menos de 31 milhões de cruzeiros), Londrina (26 milhões e 600 mil cruzeiros) e Caçador (40 milhões e 300 mil cruzeiros de renda). Apenas mais uma comparação que, hoje, provoca um sorriso. Todo o Serviço Rodoviário da RVPSC, responsável pelos transportes por caminhões a cargo da empresa, gerou pouco menos de 35 milhões e 500 mil cruzeiros naquele ano de 1956, ou seja, 6 milhões a menos do que nossa, na época, rica estação.
O amigo leitor, a essa altura da análise, já deve estar suspirando por aqueles tempos idos, considerando que a economia madeireira já foi, sem dúvida, o grande motor do progresso de nossa região. Caso seja o caso, deixo, então, mais uma reflexão. Maringá foi a estação ferroviária mais rentável do Paraná, naquele ano, graças ao auge da cultura do café. Foram mais de 380 mil sacas embarcadas naquela cidade ao longo do período, em direção ao porto de Paranaguá (os documentos e livros sobre o tema permitem afirmar que uma quantidade muito maior de sacas deve ter sido embarcada em direção à Estrada de Ferro Sorocabana, que as levaria até o porto de Santos, o maior exportador do país). Até aqui, o senso comum se sustenta. Nada nos permite afirmar, contudo, que a origem das rendas de Porto União da Vitória seja a extração da madeira. Na verdade, ocorre o contrário. Ao longo de toda a série de relatórios por mim analisada até o momento (iniciando em 1934), foi possível perceber que o volume de madeira embarcada em nossas cidades sempre foi relativamente pequeno, principalmente quando comparado às cifras de estações como Irati, São João/Matos Costa e Caçador. É até interessante perceber como, com a análise em série, é possível até mesmo visualizar a “caminhada” da extração em direção ao interior do estado e a regiões mais distantes da ferrovia, na medida em que as florestas iam sendo derrubadas sem que a demanda por sua madeira diminuísse. As estações de Porto União da Vitória (uma em 1905; após 1906, duas; depois de 1943, novamente uma) apresentaram como principal fonte de lucro ao longo deste período, contudo, o embarque e desembarque de passageiros, um caso único na história da RVPSC.
De fato, em 1934, as estações separadas ainda geravam pouca renda se comparadas com as demais da rede. Contudo, já naquela época ambas se destacavam tanto em quantidade de embarques e desembarques de passageiros, quanto nos lucros gerados com a cobrança de seus bilhetes. O padrão se manteve até 1952, quando a série analisada é interrompida por uma lacuna apenas sanada em 1956, data do relatório que apresenta a cifra aqui apresentada, mas, infelizmente, não apresenta discriminação das fontes dessa receita (mercadorias, bagagens, animais, passageiros, etc.) tal como ocorria nos anos anteriores. Fico, contudo, com a hipótese que pretendo comprovar ou rejeitar com a continuação de minha pesquisa. Nela, afirmo que a base da riqueza da estação de Porto União da Vitória foi em 1956, como em todo o período anterior e, talvez, posterior, o embarque e desembarque de passageiros, impulsionados pela força econômica de nossas cidades, pelos movimentos de migração para cá dirigidos e pelas oportunidades geradas pela própria ferrovia a qual, desaparecendo no início da década de 1990, levou consigo toda a pujança que ainda lutamos para recuperar. Porto União da Vitória sempre foi como já escrevi algumas vezes, uma terra de caminhos: de chegadas, partidas e passagens. Explica-se assim a razão pela qual o abandono de uma ferrovia com ótimas condições técnicas, substituída pelas péssimas rodovias que hoje nos servem, abalou muito mais nossas cidades do que outras também servidas pelos trilhos. Acontece que lá, ao contrário de aqui, as estações de fato deveram sua razão de ser à economia madeireira a qual, enfraquecendo, abriu espaço para as justificativas ao sucateamento da malha da então 5ª Seção da Rede Ferroviária Federal S/A. Sua posterior desativação até pode fazer algum sentido nestes contextos, mas jamais poderia ser justificada em nossas cidades. Aqui, o fim do afluxo de passageiros deixou como legado a busca por uma nova vocação econômica, além de transformar essa histórica terra de caminhos em um lugar para o qual, ainda hoje, é tão difícil e perigoso viajar. Até a próxima!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump