A cruz da discórdia

Recentemente, em uma de minhas raras andanças pelas páginas da mais popular rede social do mundo, também muito conhecida por estas bandas, me deparei com um interessante caso relativo a nossa histórica ponte de ferro, marco arquitetônico e, quase setenta anos após sua inauguração, elemento ainda importante da paisagem urbana de Porto União da Vitória e do cotidiano de seus moradores. Trata-se do surgimento de um conjunto de pedras ao pé de uma de suas pilastras de sustentação, em virtude da baixa do rio Iguaçu, ocasionada pela pouca ocorrência de chuvas nos últimos meses. Fato aparentemente trivial, que poderia facilmente passar despercebido aos pedestres que caminham diariamente pelo local, acabou chamando a atenção de várias pessoas que, intrigadas com algo, correram à dita rede social em busca de mais informações. É que uma das pedras à mostra traria inscrita os profundos traços de uma cruz. Qual seria a origem de tão significativo símbolo?
Primeiro, vamos a algumas das hipóteses levantadas. A mais popular conta que a tal pedra seria oriunda da Guerra do Contestado, representando um marco da passagem do monge pelas cidades e um monumento às milhares de mortes que ocorreram em toda a região em virtude do massacre. Outra, também bastante repetida, afirma que se trata de um monumento à alma de uma mãe que, criança no colo, teria sido empurrada para as águas gélidas do caudaloso rio, morrendo para garantir a sobrevivência do filho. Há, ainda, uma história que, tão dramática quanto, dá conta de que um menino teria caído acidentalmente nas águas geladas do Iguaçu (sempre geladas, elemento adicional ao drama) e, após vários minutos clamando por socorro e pela presença da mãe, acabou submergindo para nunca mais ser visto com vida. Finalmente, uma hipótese bastante curiosa garante que a pedra seria originária do cemitério de Porto União, vindo parar no leito do rio durante a destrutiva enchente de 1983. Como as águas seriam capazes de arrastar um pedregulho de algumas centenas de quilos, sem que as correntezas capazes disso não tivessem destruído absolutamente tudo em sua passagem, me parece difícil de compreender.
Não é a hipótese de plausibilidade dessas teorias, contudo, que considero interessante. Mas sim que as mesmas tenham sido formuladas e, mesmo, tenham gerado um debate por vezes acalorado, em plena terceira década do século XXI. Já há algum tempo tenho me dedicado ao estudo da história da ferrovia que atravessa nossas cidades e, em virtude disso, posso afirmar com razoável grau de certeza que tais pedras nada mais são do que os resquícios da construção da atual ponte de ferro nos primeiros anos da década de 1950, em substituição à antiga, inaugurada ainda no início do século XX. Os traços da cruz nada mais são do que gabaritos de encaixe para outras pedras que, inclusive, se encontram por ali mesmo e no pé da outra pilastra de pedras do viaduto (as pilastras de pedra são originais da primeira ponte, mais antigas; as de concreto foram construídas apenas para a atual, a título de reforço da estrutura). O simples fato de que tais remanescentes da obra tenham voltado à vista da população tantos anos após terem sido ali descartados, por si só já é motivo de comemoração para um historiador. Mas, como escrevi acima, não foi isso que me levou à reflexão.
Tenho me lembrado com muita frequência, ultimamente, de minha professora de Geografia do quinto ano primário. O ano era 1994, e entre uma aula e outra sobre o fim da União Soviética e a queda do Muro de Berlim (sim, aprendi sobre estes importantes fatos históricos, pela primeira vez, em minhas aulas de Geografia) eu ouvia com grande interesse aos seus comentários sobre como, no futuro, todos teriam acesso livre às informações que quisessem, graças à internet – uma novidade incrível à qual eu não possuía qualquer forma de acesso. Quando isso ocorresse, não apenas a confecção dos trabalhos escolares se tornaria muito mais fácil (afinal não precisaríamos mais ir à biblioteca pública para consultar os livros de que precisássemos), mas não seria mais possível mentir, pois todos poderiam checar todas as notícias e informações em suas casas, com apenas alguns cliques. Lembro exatamente do que senti com essa afirmação segura. Então os políticos não mais poderiam mentir nas propagandas eleitorais? Os jornais seriam obrigados a apenas publicar notícias verdadeiras? Eu não poderia mais dizer a meus pais que estaria em um lugar e ir a outro, pois eles seriam capazes de saber de toda a verdade através da internet? “Maldita internet! Mas… um mundo sem mentiras até que não cairia nada mal…”
E o leitor que me acompanha em minhas rememorações já percebeu, certamente, aonde quero chegar. Nenhuma das teorias sobre a pedra com a cruz possuía qualquer embasamento concreto. Entretanto, seus propositores as defenderam com unhas e dentes dos ataques daqueles que, céticos, apontavam as inconsistências das histórias ou, mais criativos, propunham explicações alternativas que, “obviamente”, eram muito mais corretas que as anteriores. Alguém se lembrou de defender sua posição com uma carteirada: “sou historiador”! E dá-lhe “textão” pra defender sua teoria. Muita discussão, muitas concordâncias, nenhuma verificação sobre a possibilidade de que o que estava sendo apresentado tivesse a mínima probabilidade de ser real. Nada dos mágicos “alguns cliques”.
Acabo de me lembrar, aliás, de outra situação na qual recordei de minha professora. Metrô de São Paulo, lotado, eu em pé, entediado. Começo a olhar em volta e, sei lá por que, percebo que todos estavam com os olhos vidrados nas telinhas coloridas de seus smartphones. Tudo bem, nem todos: uma moça, sentada à minha frente, lia um livro analógico, de papel mesmo. Única exceção, além de mim, que observava. Me lembrei da professora. O que estaria prendendo sua atenção? Livros? Notícias? Gráficos? Mapas? Verificação de alguma informação recebida? Nada disso. Pelo menos oitenta por cento estava ou rolando a linha do tempo da mesma rede social com a qual iniciei esta reflexão, ou vendo vídeos postados em outra rede social, pertencente à primeira, ou trocando mensagens em idioma português truncado utilizando um conhecido aplicativo de conversas, também pertencente à dita rede social. Consegui identificar que um dos vídeos era sobre gatos… Os outros vinte por cento navegavam em seus aplicativos de música, nenhum deles (aleluia!) pertencentes ao Facebook. Ninguém, que eu tenha notado naquele vagão, utilizava seu dispositivo para ler.
Errou, então, minha saudosa professora, aquela doutrinadora incompetente interessada apenas em inculcar ideais comunistas na minha cabeça, ao mesmo tempo em que criticava o, então, recentemente falido sistema político soviético? De modo algum. Ela acertou maravilhosamente. Hoje, de fato, carregamos em nossos bolsos todas as informações do mundo, e podemos acessar aquelas que quisermos, com apenas alguns cliques. E eis que identifico o problema: “que quisermos”. Daí a proliferação de notícias falsas, teorias absurdas, terras planas, secretários tidos por nazistas graças a armação de assessores petistas, e por aí vai. A informação, por si só, não forma ninguém. É preciso saber o que fazer com ela. Hoje a censura não se faz afastando-a do público, mas sim inundando as redes sociais com tantas informações que ele, sem saber o que fazer, se afoga em angústia e depressão. Mecanismo de defesa? Utiliza-se escolher ao Deus-dará aquela que melhor interessa, e defendê-la até a morte. Melhor alternativa? Uma escola que ensine os cidadãos de amanhã a lidar com tantos cliques. Mas isso, claro, configuraria “doutrinação”. E não se dão nem ao trabalho de consultar, no dicionário, o significado deste termo… Até a próxima!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump  

Carregando...