É preciso sermos todos mulheres, hoje e sempre!

Segundo pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA, com dados dos anos de 2011 e 2013, cerca de 527 mil pessoas são estupradas por ano no Brasil. Deste total, 89% são mulheres. E deste mais de meio milhão de casos de um dos crimes mais odiosos que pode ser cometido por um ser humano, apenas 10% são notificados às autoridades. Mas isto não é tudo. O trabalho realizado por este que é um dos institutos mais respeitados do país, e trazido a público pelo jornal Folha de S. Paulo no último domingo, traz ainda outros números estarrecedores. Nestes 10% de casos de estupro notificados – ou 52 mil ocorrências passíveis de análise – mais de 70% das vítimas são crianças ou adolescentes. Em 24% das vezes os agressores são seus próprios pais ou padrastos. Em 32% das vezes, são seus amigos ou conhecidos. E, quando a vítima é menor de idade, 50% das denúncias referem-se a agressores reincidentes. Diante de tais dados, chega a ser assustador (para não dizer enojante, repulsivo mesmo!) verificar que ainda existem aqueles que, motivados pela hipocrisia levada às raias do absurdo ou (o que seria até desculpável, até certo ponto) a pura e simples ignorância, insistem em afirmar que não existe uma cultura do estupro no Brasil! Ela existe, tem raízes históricas e, para que não nos sintamos tão mal enquanto povo civilizado, é comum a muitas sociedades ocidentais.
As raízes deste mal são virtualmente impossíveis de rastrear, visto serem tão antigas quanto a própria vida em sociedade ou as mais antigas religiões. Basta atentar para o fato de que, para mais da metade dos seres humanos do planeta, a causa de todos os males do mundo recai sobre os ombros de uma mulher que, ao desobedecer o próprio Deus e convencer seu parceiro a fazer o mesmo, cometeu o pecado original que provocou nossa expulsão do paraíso. Hoje, em nossa cultura racionalista herdeira dos ideais iluministas, este mito criador pode parecer algo de menor importância em nossa existência social. Mas quando retomamos a história de nossos antepassados, verificamos que por mais de dois milênios, primeiro entre judeus, depois entre cristãos medievais, modernos e contemporâneos e, finalmente, entre islâmicos, a posição submissa da mulher com relação ao homem foi (e em vários lugares ainda é, na verdade!) justificada em função desta narrativa tão antiga quanto conhecida por todos. Submissão que é social, no mais abrangente sentido que possamos emprestar a este termo, pois implica consequências culturais, econômicas, políticas, religiosas – para ficar apenas nestes. E culmina na nossa quase onipresente – talvez por isso mesmo difícil de ser visualizada, por alguns – cultura do estupro.
Exagero ao dizer que ela é quase onipresente? Vejamos… Posso citar vários exemplos, numerosos mesmo, de famílias cujos patriarcas não viam mal algum em seus filhos chegarem mais tarde em casa após alguma festa, mas não estendiam a mesma liberdade às suas filhas. Para essas, “ai” se não estivessem em casa em um horário pré-determinado sem muito debate e, quase sempre, anterior aos melhores momentos da diversão. E o que dizer da quantidade de namorados ostentada por determinada pessoa? Se é homem e teve várias namoradas é “pegador”, “garanhão”, o maioral da turma. Se é mulher e teve vários namorados recebe adjetivos nada elogiosos… Na verdade, recebe apelidos tão ofensivos que não ouso reproduzi-los nestas linhas, em respeito a meus caros leitores. E as roupas? Homem vestir calças curtas, camisa regata e roupa colada ao corpo é “sexy”. Mulher que vista saias ou calças consideradas curtas demais, camisetas consideradas pequenas e qualquer uma destas peças coladas demais ao corpo, “só pode” estar pedindo para receber cantadas e assédios, no mínimo, embaraçosos. Se, nestes trajes, acontecer a desgraça de ser estuprada, provavelmente ouvirá algo como “mas você pediu também, né?”. Finalmente, mas não menos sintomático: e os grupos de WhatsApp formados por homens? Que dizer dos vídeos e fotos íntimas que circulam aos milhares nestes espaços virtuais, peças muitas vezes produzidas sem consentimento e que mostram mulheres, não raro, em cenas de sexo explícito? Os homens que produzem este material são parabenizados, endeusados, chamados de “gênios” por pretensos humoristas de grande circulação na internet e na televisão, cujo mal gosto me faz ter ânsia de lançar fora o que for que eu tenha comido há menos de três horas. Às mulheres resta a vergonha, a necessidade de se mudar, as frases do estilo “mas também, foi bater essa foto pra quê?”
Este tipo de comportamento cria antecedentes, gera práticas, flexibiliza a aceitação social de algo que deveria ser repudiado e ponto. Sem argumentos. Sem “senãos”. A cultura do estupro bem como a cultura do racismo, como a cultura da corrupção, nasce em casa. No celular. No cotidiano. E ganha dimensões terrivelmente assustadoras. O mesmo jornal Folha de S. Paulo do último domingo nos apresenta dois exemplos contundentes disso. Primeiro quando relembra o caso por todos conhecido e comentado do infernal (desculpem, não consigo encontrar palavra que descreva fielmente meu sentimento com relação ao fato) estupro de uma adolescente por mais de trinta bandidos no Rio de Janeiro, para comentar que o delegado inicialmente encarregado das investigações foi afastado do caso após sugerir que a realização de exames na garota filmada com requintes de crueldade, em uma situação no mínimo degradante, contradiria a versão do estupro. Versão de estupro… presente em um vídeo que, se não fosse por mais nada, já tipifica a ocorrência do fato. O que este delegado, agente da lei, exemplificou aos olhos de todos? A existência da cultura do estupro. Mais à frente, uma estudante da PUC relata um ataque sofrido nas imediações da faculdade: três homens a imobilizaram e um a agrediu sexualmente, no meio da rua. A estudante relatou que não denunciou o ataque à polícia. Porque tem certeza de que nada seria feito. Porque não iria “gritar para surdo ouvir”. Porque não se sentiu bem o suficiente para responder às “perguntas estúpidas” que seriam feitas pelos agentes da lei.
Ela está errada? Iria ser bem atendida pelos policiais? Vejamos apenas mais dois casos narrados pelo jornal – dentre vários outros. Uma mulher chega à delegacia para registrar boletim de ocorrência contra seu ex-marido, que a agredira. Dedos das mãos inchados e roxos, pontos cirúrgicos nas sobrancelhas, dentes faltando na boca… e oito registros de boletim de ocorrência anteriores. Para o agressor ser preso seria necessário um flagrante, lhe explicou o policial de plantão. E a mulher, sabedora de que a criatura que ela já chamou de marido havia comprado uma arma, se preparava para fugir para a Bahia. Mais tarde, na mesma delegacia, outra mulher tentava denunciar a agressão doméstica sofrida pela filha. Ouviu do policial que a atendia: “sua filha é maior, não é? Então é entre ela e o marido.” Obviamente exaltada, questionou se o agente da lei havia entendido o que ela estava dizendo… Sem conseguir registrar sua queixa, teve de assinar outra, realizada pelo policial em questão, que a acusava de injúria!
Os exemplos se multiplicam nas páginas do jornal: delegacias da mulher que atendem apenas de segunda a sexta feira, e das 9 às 18 horas (pobres das mulheres que forem estupradas durante a noite!); falta de equipamentos para realização de exames comprobatórios do crime, os quais precisam ser feitos com lanternas compradas no camelô… entre vários outros! Mas, sejamos sinceros, nem precisaríamos nos apoiar em um diário de circulação nacional. Como escrevi acima, todo mundo conhece um caso, todo mundo sabe como acontece, quase todo mundo já presenciou. É preciso ser muito “macho” e muito hipócrita para afirmar, apesar de tantos fatos, que a cultura do estupro não prolifera entre nós. E é preciso que todos sejamos mulheres, hoje e sempre, para que mais esta chaga de nossa sociedade seja eliminada para sempre! Mais uma luta grande, mas que precisamos abraçar o quanto antes, para o bem de nossas filhas e netas. Até a próxima!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump  

Carregando...