Iguaçu: um rio, vários nomes

O rio Iguaçu milenar, majestoso, é uma marca onipresente em nossas cidades. Com suas curvas sinuosas abraça seu território, define sua trajetória histórica, influencia seu cotidiano. Em tempos de vazante configura uma paisagem característica de toda a região, oferecendo alimento e momentos de lazer a toda uma numerosa população. De fato, não há visitante que chegue às nossas cidades e consiga ignorar as águas que correm, preguiçosas, em seu leito. Do mesmo modo, é difícil encontrar alguém que para aqui se mudou sem se identificar rapidamente com a mansidão característica da correnteza durante os anos mais secos do ano. Para o bem ou para o mal, as águas do Iguaçu impõem ao novo habitante de suas margens um ritmo de vida diferente. Acostumar-se a ele ou não é uma opção que cabe unicamente a cada um fazer. Ignorar a mudança iminente simplesmente não é uma possibilidade.
Nos tempos de cheia, contudo, o Iguaçu cresce. Avoluma-se. Assusta. Suas águas calmas ganham um ímpeto até então desconhecido tanto do viajante ocasional como do habitante forasteiro. Suas águas turvam-se, o ruído de sua correnteza enche o ar de um sentimento localizado a meio caminho entre a admiração e o receio. Não raro suas águas subvertem suas margens, ultrapassam os limites do leito e atacam incautos moradores de áreas que na maior parte do tempo podem até oferecer refúgio seguro, mas que nestas ocasiões se tornam rapidamente impróprias para a ocupação humana. Em outros momentos felizmente menos corriqueiros o ímpeto do rio se torna ainda maior, e com ele o estrago, as perdas e a desolação chegam a áreas mais distantes, mais altas, e por isso menos preparadas para fenômenos desta natureza.
Assim, nos tempos de calmaria como nos de tormenta é impossível ignorar o grandioso rio que nos recebe, indolente ou revoltoso, a cada novo despertar. Primeiramente conhecido pelos que primeiro ocuparam seu imenso vale. E nem sempre nosso velho conhecido Iguaçu, mas sim um curso de água algumas vezes rebatizado e que carrega em seu contato com a espécie humana o histórico de alguns nomes curiosos – e que poucos conhecem. Do mesmo modo que não podemos tecer qualquer tipo de relação com alguém sem saber seu nome, não é possível conhecer o Iguaçu – e relacionar-se com ele – sem conhecer suas várias denominações. Neste sentido, tanto quanto as apresentações iniciais constituem elemento fundamental para o estabelecimento de relações cordiais com outro ser humano, também nossa amizade com um tão ilustre vizinho pode se tornar mais terna e harmônica partindo deste singelo – porém significativo – exercício.
Começando pelo próprio termo “Iguaçu”, podemos nos surpreender já de saída com a busca por seu significado. Interpretado geralmente como “rio grande” (ideia certamente correta e muito provavelmente a mais adequada para o nome de um rio que, afinal de contas, possui avultadas dimensões), este termo de modo algum esgota as possibilidades de tradução da palavra. Desta forma Jackson Lima nos explica em seu blog que, dentre outros vários sentidos, “Iguaçu” pode significar também “água grande”, o que se aplica não apenas a rios mas também a lagos, mares ou mesmo oceanos – todos também muito grandes, obviamente.
Ao aceitar esta hipótese, poderíamos facilmente imaginar um grupo de tupis-guaranis chegando pela primeira vez às margens de um grandioso curso d’água e comparando-o, maravilhados, com um enorme mar, tais as suas dimensões. O rio representaria para esse povo, doravante, a figura de uma mãe amorosa, pois tal é a relação que mantinham com todos os mares e oceanos até então por eles conhecidos. Para além disso, “guaçu” também é o termo que utilizavam para se referir especificamente a uma espécie de veado, o simpático animal que, a ser aceita esta interpretação, teria habitado profusamente nossa região há vários séculos – em número grande o suficiente para que seus habitantes batizassem seu principal rio como “rio dos veados”, ou, ainda, “grande lago dos veados”. Possibilidades reais de tradução de um dos termos tupis mais conhecidos de nossa região – e sobre o qual geralmente se imagina que já são conhecidas todas as suas variantes.
Mas “iguaçu” não é o único termo nativo americano já utilizado como referência a nosso poderoso conterrâneo. Também os caingangues – agora nossos conhecidos – utilizaram seu idioma próprio para nomear um rio que tanto influenciava suas vidas. Alvir Riesemberg informa, em seu conhecido livro sobre a ocupação humana de suas margens, que este povo se valeu do termo “Goio-Covó” para referir-se à sua então recente descoberta. Literalmente traduzido este nome significaria algo como “rio cego”, ou “água cega”, conceito pouco esclarecedor para nós, viventes do século XXI. Para que isso seja corrigido basta explicar, contudo, que durante a tomada de contato desta etnia com o grande curso d’água rapidamente saltou à vista o fato de que este realizava várias curvas ao longo de seu trajeto, como se estivesse tateando o terreno ou se batendo contra as margens que insistiam em devolvê-lo ao próprio leito. A partir desta constatação a analogia com uma pessoa cega deve ter sido quase automática, e assim os caingangues nomearam nosso homenageado da semana com aquela que, para eles, era sua principal característica física.
Outra palavra nativa utilizada para se referir ao Iguaçu foi “Curitiba”, ou “Rio de Curitiba”. Denominação muito comum nos documentos portugueses da época colonial, este nome refere-se menos ao significado próprio do termo quando traduzido para o idioma de Camões (algo como “terra de pinheirais”, ou ainda “terra de muito pinhão”) do que ao local onde está o início do curso d’água, nas cercanias dos já desbravados, conhecidos e explorados “campos de Curitiba”. Coube aos portugueses a autoria, ainda, de outra denominação, esta datada do século XVIII e proveniente de uma decisão puramente administrativa. Inaugurada a chamada “estrada da Mata”, construída para atravessar os campos de Curitiba no início daquela centúria, e instalado um posto de arrecadação de pedágio no exato local em que o novo caminho cruzava o caudaloso rio (postos estes conhecidos, por aquela época, como “registro”, ou “posto de registro”, porque eram nesses locais que se registravam as mercadorias a serem tributadas pelo fisco metropolitano), referiu-se durante muito tempo a este como o “Rio do Registro”, ou ainda “Rio Grande do Registro”. De fato, esta denominação só seria abandonada pela Câmara de Curitiba por volta de 1830, quando então voltou-se a adotar (para nunca mais ser abandonado) o nome “Iguaçu”.
Várias fases, vários povos, várias histórias. Conhecer as várias denominações emprestadas ao Iguaçu significa compreender um pouco mais o próprio rio, e sua incontestável influência ao longo de quase incontáveis anos de história de nossa região. Se, para estabelecer um contato cordial com alguém é necessário conhecer primeiro seu nome, digamos agora “muito prazer” ao nosso novo amigo. E nos esforcemos para tratá-lo, a partir de agora, melhor do que temos feito até o presente momento. Até a próxima.

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump