Nova Galícia, velhas histórias – II

Pode soar estranho aos olhos dos queridos leitores que me leem neste momento, dados o modo como nos acostumamos a enxergar o mundo e os lugares que aprendemos a tomar como exemplo para nosso próprio país, mas o fato é que durante grande parte do século XIX a Europa não era um bom lugar para se viver. Na verdade, nem como destino turístico a região possuía muitas atratividades, até porque turismo não era uma atividade econômica significativa então. De fato, o período foi marcado por crises sérias que colocaram em risco a própria sobrevivência de milhões de europeus, levando a uma emigração sem precedentes que acabou por ser a responsável pelo povoamento de largas regiões do globo. Sim, emigração, processo de fuga de grandes populações de um território, e não imigração como a que vemos hoje, na qual milhões de pessoas fogem de várias regiões do mundo tentando entrar no continente europeu. Pois é, a história muitas vezes nos oferece surpresas que nos permitem refletir e, mais interessante ainda, estranhar e problematizar coisas que nos acostumamos a tomar como naturais, quase atemporais.
Apenas para citar alguns exemplos ilustrativos do que escrevo. Portugal atravessou, durante os oitocentos, um dos períodos mais conturbados de sua longa trajetória. Abandonado pela família real em 1808, o país mergulhou em uma grave crise social e econômica que disseminou a fome e a comoção social por todo o país, em um processo que culminou com a ruptura política do Brasil, em 1822, e com décadas de escassez e tentativas de reconstrução durante o restante do século. A proclamação da república portuguesa em 1910, ao colocar fim a séculos de regime monárquico naquele país foi apenas mais uma tentativa de sanar dificuldades persistentes que, em larga medida, ainda hoje afligem aquela sociedade. De fato, não devia ser fácil viver em Portugal durante estes duros anos. Para os que lá nasciam, certamente a mudança para países de futuro mais promissor aparecia como uma alternativa bastante atrativa. O mesmo vale para a Itália. Hoje considerado um dos países mais ricos do mundo, o fato é que a península itálica atravessou sucessivas crises, guerras e comoções sociais ao longo do século XIX. O ano de 1848 foi particularmente destrutivo para toda a região, marcado que foi por um levante popular de grandes proporções seguido de uma cruel repressão por parte dos governos constituídos. Propriedades rurais eram sumariamente desapropriadas e condensadas em grandes latifúndios com a finalidade de “aumentar a competitividade econômica” da agricultura italiana, e milhares de pessoas eram obrigadas a abandonar seu modo de vida rural e se mudar para as cidades, onde teriam de aprender a trabalhar em indústrias que impunham um novo modo de vida, horários fixos, muito trabalho (até dezesseis horas por dia, em muitos casos), baixos salários e nenhum direito. Durante as décadas de 1860 e 1870 a situação se tornou ainda mais grave com os graves conflitos que levaram à unificação de todos os numerosos Estados então existentes na região em um único país, este que conhecemos hoje e que tem na Scuderia Ferrari seu maior símbolo. Expulsos de sua terra, obrigados a aderir a um modo de vida que não era o seu e correndo o risco iminente de serem convocados para uma guerra que simplesmente não lhes dizia respeito, era óbvio para milhões de italianos que o melhor era sair de seu país em busca do sonho de reconstruir a vida em uma terra distante e mais pacífica.
O mesmo vale para os alemães, os quais passaram por processos muito parecidos no mesmo período, com o agravante da existência de governos militares. Foram inúmeras as propriedades familiares seculares desapropriadas naquela região para que a industrialização ali se instalasse, foram incontáveis as famílias que perderam tudo o que possuíam em nome do projeto de criação de uma economia pujante baseada em mão de obra barata e abundante. Durante a década de 1870 também foram várias as guerras nas quais os príncipes alemães se envolveram, até que a moderna Alemanha fosse formalmente constituída, em 1871. Durante o processo a emigração foi maciça, impulsionada por um contexto de carestia poucas vezes igualado ao longo da rica história da Europa ocidental. Se, hoje, a Alemanha parece um sonho para vários emigrantes que buscam desesperadamente condições de sobrevivência, durante estes duros anos o processo foi inverso, ainda que dotado de crueldade igual ou maior que a atual. E o que falar da Polônia, região tantas vezes invadida e retalhada por vizinhos militarizados, cobiçosos de suas riquezas naturais? E da Ucrânia, país ainda hoje dividido entre o ideal de uma independência efetiva e a dura realidade de uma incômoda vizinhança com a eternamente inquieta potência russa? E da Inglaterra, país que não enfrentava conflitos internacionais em seu território mas passava pelo mais intenso processo de desapropriação e proletarização de sua população, pelo menos desde o século XVIII? Para todos estes povos a fuga era a melhor solução. E o Brasil oferecia atrativos não desprezíveis e promessas grandiosas de um futuro mais digno e, sobretudo, pacífico.
É neste ponto que Nova Galícia volta à nossa coluna, em continuação à nossa conversa da semana passada. Isto porque foi precisamente neste local que, no início do século XX, às margens da estação de mesmo nome da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande, o governo paranaense instalou famílias de imigrantes europeus desejosas de terras e das condições necessárias para reconstruir suas vidas. Servidos por uma ferrovia que lhes permitiria escoar sua produção para mercados distantes, favorecidos por todo o conforto possibilitado por este moderno meio de transporte (tais como correios tão rápidos quanto poderiam ser na época, telégrafo, composições diárias estacionadas à porta de suas casas) e por incentivos governamentais para a compra de sementes, ferramentas e para a construção de suas casas, a colônia localizada em terras outrora indígenas prosperou rapidamente, a ponto de sua população adquirir proporções consideráveis o suficiente para ser referida nos relatórios oferecidos pelo governo estadual à câmara dos deputados localizada no Rio de Janeiro, então capital da república. A produção crescia a níveis satisfatórios, prometendo um futuro brilhante para aquelas pessoas que há apenas poucos anos haviam perdido tudo o que possuíam. A vida parecia, finalmente, sorrir para estes intrépidos imigrantes. Mas a mesma história que ensina também carrega consigo marcas de uma ironia fina poucas vezes perceptível. E em pouco tempo as nuvens voltariam a se apresentar turvadas no horizonte. E as razões para a tempestade próxima seriam as mesmas que já havia conturbado suas vidas em um passado recente.
A questão é que Nova Galícia se localizava em uma região conhecida como “contestado”. Sim, eu sei, todos os leitores conhecem o termo e sabem o que significa, mas se coloquem no lugar daqueles imigrantes recém chegados a terras brasileiras, vindos da conturbada e velha Europa. Eles haviam sido instalados pelo próprio governo brasileiro em terras que, imaginavam, seria incontestavelmente deles doravante. Não lhes passava pela cabeça a possibilidade de estarem sendo favorecidos pelo mesmo processo de expropriação de que haviam sido vítimas na pátria distante. Muito possivelmente sequer imaginavam que naquelas terras e em muitas outras localizadas na região moradores de longa data estavam sendo expulsos sumariamente e em grande número por capangas armados da Brazil Railway e da Lumber, empresas do conglomerado de Percival Farquhar que baseavam seus lucros na exploração da madeira e na venda de lotes agrários a recém chegados imigrantes, como eles. Quase certamente foram tomados pela surpresa e pelo terror quando receberam as primeiras notícias do início de um confronto armado de grandes proporções em região tão próxima à sua, certos que estavam de que a guerra havia ficado para trás, e de que nunca mais precisariam temer o som de estampidos e explosões. É quase possível compartilhar o sentimento que os assaltou quando foram obrigados, mais uma vez, a fugir das casas e terras que imaginavam suas, e quando ficaram sabendo da destruição de sua próspera colônia por pessoas que, como eles, haviam sofrido violências variadas mas, ao contrário deles, haviam decidido resistir com armas na mão.
A Nova Galícia dos ataques indígenas, do futuro promissor, agora jazia em chamas apenas alguns meses após receber a ilustre visita de Theodore Roosevelt, ex-presidente estadunidense que adorava aventuras e, em nome deste gosto, realizava visitas por locais que muitos de seus compatriotas sequer consideravam conhecer pessoalmente. Roosevelt desembarcaria na estação e deixar-se-ia fotografar várias vezes em 1913, apenas alguns anos antes de morrer por complicações que, muitos dizem, foram provocadas por séria doença contraída em terras brasileiras. Juntamente com a fumaça lançada ao ar pelas labaredas que consumiram casas e plantações desaparecia a experiência de povoamento que, talvez seja justo dizer, mais próximo havia chegado de ser considerada bem sucedida. Nova Galícia nunca mais voltaria aos seus tempos de esplendor. O que seria das atuais ruínas caso o curso da história tivesse seguido para outras direções é impossível dizer. Mas sua existência nos oferece mais um precioso exemplo de que nossas decisões tomadas hoje constroem o mundo no qual viveremos amanhã. A ferrovia hoje jaz abandonada, enquanto milhares morrem todos os anos nas rodovias de todo o Brasil. Precisaria ser assim? Talvez Nova Galícia possa oferecer algumas respostas interessantes a quem se propor a refletir honestamente sobre sua trajetória histórica. Até a próxima!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump  

Carregando...