O fantasma que nos assombra desde longe

O Brasil pode ser considerado um país único por vários motivos. Muitos deles bons. Mas outros tantos deles bastante ruins. Dentre os motivos bons podemos citar a natureza exuberante que se localiza em nosso imenso território; a imensa quantidade de água doce potável que existe à nossa disposição, e que já causa inveja a muitas (e bota muitas nisso!) nações do globo; nossa cultura variada e em constante mutação, sempre pronta a oferecer novidades a quem se interesse e queira mergulhar no incrível mundo do pensamento humano. Sem dúvida alguma nosso país tem como uma de suas características a criatividade ímpar de seu povo, desde cedo acostumado a conviver com limitações variadas e a resolver mesmo tarefas simples do cotidiano com uma dificuldade muitas vezes desconhecida em outras paragens. Se é verdade que em não poucas oportunidades tal criatividade é utilizada para o mal, causando prejuízo à sociedade como um todo (lembrem-se dos incríveis esquemas de corrupção elaborados com uma engenhosidade tal que surpreendem mesmo os mais experientes investigadores da Polícia Federal), em outras faz surgir ritmos, práticas e tradições riquíssimas, que atraem o olhar estrangeiro e colocam nosso país como um desejado local de visita para pessoas oriundas das mais diversas partes do planeta.
Infelizmente, contudo, não são apenas elementos bons os responsáveis por definir o caráter de nossa gente. Há muitos vícios de comportamento que ainda precisam – e devem – ser trazidos à tona e corrigidos com a máxima urgência. Um deles é a prática da corrupção, hoje tão em evidência e que, com certeza, ainda será tema de muitas de nossas conversas semanais. Mas outro tão grave quanto e, infelizmente, ainda não suficientemente combatido (visto que ainda persiste como uma mancha resistente de nossa sociedade, vindo à tona em momentos, locais e contextos os mais variados possíveis) é o fomento aos mais diversos preconceitos, sendo um deles o baseado em pretensas características raciais. Trata-se de um fantasma tão antigo quanto sorrateiro que insiste em nos assombrar nos momentos mais inesperados, e nas palavras e atitudes de cidadãos aparentemente os mais insuspeitos.
Aqui, uma piada de duplo sentido que zomba da cor da pele de alguém ou de alguma pretensa característica intrínseca de um povo, jamais formulada e confessada fora dos círculos mais íntimos, familiares e, por isso mesmo, mais descontraídos das relações entre amigos e parentes mais próximos. Ali, um desabafo inesperado de alguém que sempre pareceu ponderado e sincero, mas que não consegue evitar que uma expressão menos digna lhe escape dos lábios em uma situação de adversidade: “mas que boçalidade!” Acolá, em períodos estrategicamente espaçados para que a questão não se converta em um debate de alcance nacional, uma criança oriunda de uma de nossas já não tão numerosas tribos indígenas, tão inocente e pura quanto qualquer criança de nosso convívio ou de nossa vizinhança, morre degolada por alguém que busca esconder o rosto como por vergonha de mostrar à sociedade o que carrega realmente na mente e no coração. Exemplos muito diversos, aparentemente sem qualquer ligação entre si (“como assim querer comparar uma piada inocente com um assassinato cruel?”) mas que escancaram, por entre a fresta inesperada de nossa aparente perfeição moral, uma das características mais cruéis do povo brasileiro tornado sociedade através de um dos processos históricos mais violentos de que se tem notícia.
Nosso racismo nasceu ainda nas caravelas, na pena de um Pero Vaz de Caminha maravilhado com a suposta pureza e inocência dos originais habitantes de nossas terras. “Caminham nús como vieram ao mundo!”, escreveu o espantado cronista português. Chegou à infância com a escravização destes mesmos habitantes, tão prontos para o trabalho quanto pretensamente incapazes de aderir aos princípios mais básicos de civilização e cristianismo. Atingiu a puberdade com a invenção do discurso segundo o qual os índios são inerentemente vagabundos, defeito sem solução que os tornaria indignos mesmo de conviver entre a população “mais evoluída” – obviamente branca. Se tornou adulto com a importação de milhões de africanos adquiridos com o objetivo de substituir estes indígenas, já menos numerosos (não esqueçamos que milhões deles morreram em virtude do contato “feliz” com a “inigualável” civilização europeia – e com suas mortíferas doenças). Atingiu a plenitude física nas senzalas, nas lavouras de café e nos castigos físicos impostos nos inúmeros pelourinhos e “troncos de castigo” espalhados por todo o país. E culminou com o completo abandono de uma população ainda numerosa porém exausta, maltratada, machucada, que ao mesmo tempo em que ganhou a tão sonhada liberdade em 13 de maio de 1888, se viu obrigada a seguir vivendo em condições indignas de qualquer ser vivo nas cada vez maiores e mais numerosas favelas e cortiços de nossas grandes cidades.
Assim, seria absolutamente inocente imaginar que, herdeiros de tais processos e acontecimentos, pudéssemos nascer, crescer e amadurecer enquanto povo sem a necessidade de acertar as contas com nosso passado. O “boçal” que sai da boca do desavisado em um momento de surpresa, na intenção de definir alguém ou alguma situação como tosca, bizarra, selvagem, nada mais é que o africano aprisionado em sua terra natal e forçado a atravessar um oceano em condições inimagináveis. As características que dão graça às nossas piadas nada mais são do que ecos de conversas muito menos descontraídas, e que não raramente culminaram com o açoite de seres humanos que, em seguida, eram deixados à própria sorte para morrerem longe dos seus e de qualquer resquício de esperança. Nossa acusação impensada de que “os índios são vagabundos, não produzem, portanto não podem ter direito à terra” mal disfarça nossa dívida com um modo de pensar que provocou o extermínio de milhões de pessoas, uma mortandade tão grande que facilmente pode ser colocada entre as maiores catástrofes ocorridas durante a caminhada humana sobre a face da Terra.
Mas se nosso débito com nossa história é tão grande, se ainda carregamos tantos preconceitos construídos na época de nossos avós e bisavós, porque apenas esporadicamente nosso racismo vem à tona, lembrando-nos de que dentro de nós reside tudo aquilo que mais tememos no próximo? Esta é uma questão que requer uma resposta maior que não pode ser dada em poucas palavras, razão pela qual voltarei a ela na próxima semana. Até lá!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


male-enhancement-pills   penis-enlargement-medicine   best-penis-enlargement-pills   male-enhancement-pills-that-work   penis-pills   best-erection-pills   penis-enlarger   penis-enlargment   best-sex-drugs   evermax-pill   penis-enlargements   hard-on-pills-that-work   enhanced-male-pills   male enhancement   penis extender   best male enhancement pills   penis enlargement medicine   best male enhancement   penis stretcher   penis enlargement pills   extenze reviews   penis extenders   sex pills   how to produce more sperm   extenze review   extenze male enhancement   male enhancement pills that work   bathmate results   male enlargement pills   male extra   extenze pills   how to increase semen volume   increase sperm volume   penis pills   volume pills   male enhancement pills that work fast   increase semen volume   bathmate before and after   best penis enlargement pills   male enhancement pill   penis enhancement   penis pump before and after   how to increase sperm volume   best budget penis pumps   enhanced male   best erection pills   bathmate review   best penis pumps   penis traction   how to produce more cum   male enhancement products   3 ways to increase seminal fluid   male enhancement pills over the counter   penis pump results   increase ejaculate   best sex pills   male enhancement reviews   how to produce more semen   dick pills   sex pills for men   penis enlargement pill   how to increase ejaculate volume   how to increase ejaculate   extenze side effects   huge ejaculation   penis enlargement pump   water penis pump   male enhancement supplements   do penis enlargement pills work   increase semen   bath mate   penis pump reviews   penis growth pills   best male enhancement pill   bathmate routine   size genetics   male supplements   male enlargement   male extra reviews   the best male enhancement pills over the counter   how fast does extenze work   how to ejaculate more   extenze results   penile extender   bathmate x30   max performer   best penis extender   bathmate reviews   semen volume   extenze extended release   penis pumps   dick enlargement   how long does it take for extenze to work   dick pumps   penile traction   big loads   best male enhancement pills that work   increase sperm volume pills   extenze pill   best male enlargement pills   male sex pills   penis strecher   home made penis pump   dick extender   cum pills   natural ways to increase seminal fluid   best penis enlargement   penis pump before after   penile traction device   best over the counter male enhancement   over the counter male enhancement pills   male extra review   vigrx plus review   does bathmate work   extenze directions   best penis   penis enlargement pills that work   volume pill   sex pill   male enhancer   increase cum   extenze ingredients   semen volumizer   increase semen production   do male enhancement pills work   enhancement pills   vigrx pills   penis enlargment pills   stamina pills   are penis pumps safe   cock pumps   darren jackson   best natural male enhancement   penis stretchers   best penis enlargement medicine   male enhancement drugs   how to increase sperm thickness   where to buy vigrx plus   best sex pills over the counter   sexual enhancement pills   increase ejaculation   increase cum volume   sexual enhancement   penis enhancers   hard on pills that work   enhancement male pill   extenze ingridients   extenze befor and after   malextra pills   extenz results   penis enlargements pumps   extenze ingredience   male enhancement pills   penis enlargement medicines   volumepills review   penis extender result   extenze ingredient   penis pump review   how to increase ejaculation volume   cock extenders   penis enlargement devices   vigrex tablets   how to increase semen amount   male performance pills   bathmate hydro   how to increase cum load   penis extenders reviews   best male enhancers   how to increase semen production   how to produce more seminal fluid   bathmate x40   male drive max   increase cum load   bathmate before after   volume increaser   produce more sperm   best male enhancement pills over the counter   max load pills   volume pills review   natural male enhancement herbs   delay pills for men last longer   cock stretcher   enhanced male pil   male enhancement pills free trials   penispumps   penis enlargement device   male sexual enhancement   extend pills   sex enhancement pills   all natural male enhancement   long sex pill   best male supplement   extenze maximum strength   do penis pills work   produce more semen   how to produce more seminal fluid naturally   increasing semen volume   penis extenders review   how to increase semen   best male enhancement pills 2019   male enhancement pills reviews   increase ejaculate volume   bathmate hydro pump   increase seminal fluid   natural male enhancement pills   hydro penis pump   vigrx reviews   do penis extenders work   over the counter male enhancement   male enhancements   top male enhancement pills   penis traction device   bathmate pump  

Carregando...