Palestra: “Brasil, uma riqueza oculta”!

 

Uma interessante palestra foi proferida pelo Professor Dr. Roberto Pedro Bom, renomado Engenheiro Florestal, no auditório da UnC – Universidade do Contestado – Campus de Porto União/SC.

Evento ocorrido na segunda-feira (07), no qual os acadêmicos de Direito, entre outros, da referida instituição acompanharam a explanação do tema: “Brasil, uma riqueza oculta”!

Atividade foi desenvolvida pela instituição, que é dirigida pelo professor, Marcos Tadeu Grzelzake, sendo apoiada pelo coordenador do curso de direito, o professor, advogado, Dr. Marcelo Boldori.

O palestrante, atualmente residindo em Paranaguá/PR, possui um vasto currículo, é um estudioso e conhecedor das mais diversas regiões do imenso Brasil, principalmente na área da engenharia e ambiental. Durante sua explanação falou mais especificamente sobre alguns dados cadastrados como as muitas riquezas sob o solo da região amazônica e também de suas várias espécies de plantas daquela grande região, (uso medicinal), onde ainda falta muito a catalogar. Esse imenso manancial não faz parte apenas do estado Amazônico, integrando também outras regiões de países circunvizinhos. O somatório dessas riquezas monta bilhões de toneladas de recursos minerais e vegetais, muitos deles permanecendo desconhecidos de grande parte dos brasileiros.

Sobre o seqüestro de CO2 proporcionado pelas florestas. Ele também mencionou que muitas florestas ao permanecerem em estado de clímax, portanto, por longos períodos ociosos, quando atingem certa maturidade, necessitam de controlado remanejo para que possam cumprir o seu verdadeiro papel de benefício para a humanidade, ou seja, retirando-as deste estado de clímax e estagnação, para atingir um equilíbrio produtivo.

Portanto, fica aqui a sutil mensagem de enfrentamento das filosofias equivocadas de alguns países, inclusive da Europa, de que a Amazônia brasileira é patrimônio internacional e da humanidade. É necessário que os brasileiros conheçam melhor as regiões deste vasto Brasil com enormes riquezas ainda desconhecidas e dessa forma evitem participar e apoiar campanhas divisionárias patrocinadas por movimentos duvidosos como “o sul é meu país” ou semelhantes. Devemos ser mais patriotas, para que não ocorra o enfraquecimento da nação brasileira evitando assim, que outros países venham a explorar as nossas preciosas riquezas, muitas vezes ocultas.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Carregando...