Rapidinhas

 

Começa neste final de semana em Caçador, a 58º edição dos jogos aberto de SC. Porto União tem uma belíssima história neste evento. Participou desde a primeira edição dos jogos, inclusive no segundo abertos em Floripa, ficando com o terceiro lugar no basquetebol masculino.  No longínquo 1964, Porto União sediou a fase final dos jogos abertos. A época do romantismo, de Roberto Carlos, dos bailes dos anos dourados, nosso município fez uma edição histórica. Construíram um ginásio de esportes aproveitando um depósito de madeiras na perimetral que hoje em dia nos leva a Havan, e a natação foi realizada no Rio Iguaçu. Foi um sucesso, já naquela época nossa população (das duas cidades) dava um show no acolhimento aos atletas e dirigentes visitantes. E como sempre, o todo poderoso (Deus), evitou uma tragédia maior na final dos jogos. No ginásio de esportes coberto improvisado com cobertura de lona plástica, após o jogo final do basquete onde o time de Porto União venceu a representação da capital, Florianópolis fechou-se os portões, e em menos de duas horas após o término da partida e dos jogos, um temporal seguido de uma ventania derrubou toda a estrutura de madeira que segurava a lona de cobertura. Houvesse torcedores no local teriam acontecido, sem dúvida, algumas mortes.

Em todo esse meio século, Porto União já teve participações maravilhosas, como terceiro lugar do basquete masculino na terceira edição, o vice-campeonato feminino nos jogos abertos de 1980, na cidade de Jaraguá do Sul, participação presente com bons times de voleibol e futsal, sem falar do tricampeonato conquistado pela modalidade do tênis de mesa, demonstrando a qualidade técnica dos atletas portounionenses. Bons tempos!

De positivo, o agora árbitro nacional, Jorge Michael Schwartz, de Porto união, já estará escalado para apitar o basquete.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Carregando...