Social

Aniversariou esta semana o “decano” do legislativo Municipal de Porto União/SC, Sr. Luiz Alberto Pasqualin, vereador de sete mandatos, foi meu aluno no colégio Cid Gonzaga. Chegou a jogar basquete sob meu comando, sofrível, mas um excelente aluno e atleta.
Recebeu os cumprimentos de toda a câmara, funcionários, com direito a um belo presente. Um milhão de cestas a você!

Segunda fase de clínica para técnicos será
ministrada por
profissionais locais
Desde ontem (sexta-feira), acontece na cidade de Joaçaba, um evento promovido pela Federação Catarinense de Basquete – FCB, que contará com a presença de centenas de técnicos de basquetebol que atuam no basquete de Santa Catarina.
A presença é obrigatória para que o profissional tenha condições legais de sentar no banco, e dirigir suas equipes credenciadas na Federação. E para orgulho da comunidade esportiva de Porto União, dos quatro palestrantes, dois são do CLUBE CONCÓRDIA/APAB/ABBAS/LOTÉRICA DO CALÇADÃO, sendo eles: Professor Cordovan de Melo Neto e Uná Manfredini.
Engraçado, o Estado inteiro cumprimenta, prestigia e enaltece o trabalho do basquetebol de Porto União/SC, com exceção do seu representante maior. Lamentável.

Fatos 1:
Estive ontem no ginásio de esportes de União da Vitória/PR, conhecido como “Pastuchão”, e observei as obras de revitalização do “falecido” ginásio de esportes.
Muitos operários, supervisão da prefeitura e do engenheiro da empresa, de modo que os esportistas de União da Vitória ficam esperançosos, levando a crer que no mais tardar, ainda no ano de 2018, o Pastuchão poderá ser utilizado novamente.

Fatos 2:
O corrupto maior do Brasil, da América Latina e um dos 4 maiores do mundo, LULA, está preso.
O ditador maior da América do Sul, o “presidente” Maduro, numa farsa, e reprovada por quase todo o mundo, conseguiu se reeleger na maior ausência de eleitores da história Venezuelana carrega sangue nas mãos proveniente das centenas de mortes a mando do ditador, que inclusive fizeram calar a oposição através do medo.
O fato que causa ainda mais revolta, é que um determinado número de petistas e integrantes do PSOL, ovaciona o ditador, ao argumento de que “foi uma vitória retumbante do povo Venezuelano”. Inaceitável.
A senadora Gleisi (já indiciada) e o Lindhberg Farias do PT poderiam destinar os absurdos valores que ganham para agitar a política no Brasil aos milhares de refugiados Venezuelanos que estão refugiados aqui.
Diante destas atitudes, lembrem-se de que no mês de outubro teremos eleições, de modo que estes políticos e seus fantoches não são merecedores do nosso voto!
Por falar em fantoche –indivíduo que se deixa manipular, temos um bom exemplo numa região do Estado de Santa Catarina.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Carregando...