Uniguaçu e Hospital São Camilo promovem a primeira Conferência Interdisciplinar de Saúde

A primeira Conferência Interdisciplinar de Saúde ocorreu noite da quarta-feira, 26, no Centro de Eventos Uniguaçu. O evento, promovido pela Instituição em parceria com o Hospital São Camilo, teve como tema a Síndrome Plurimetabólica. Todos os cursos da área da saúde participaram da Conferência que teve como objetivo preparar os acadêmicos para o mercado de trabalho, com maior interação entre a equipe multidisciplinar.
Segundo o coordenador do curso de Nutrição, Wagner Ozório de Almeida, o resultado do evento foi fantástico. “Houve o interesse e a participação dos acadêmicos e percebemos que eles queriam se aprofundar ainda mais nos assuntos abordados durante a noite.”
A Conferência contou com a participação do endocrinologista, Dr. Caio Lagana, dos cardiologistas Pedro Muller e Alberto Posenatto, e do nutricionista Wagner Ozório de Almeida. Este foi o primeiro de muitos eventos que ainda irão ocorrer em parceria com o São Camilo.

 

Uniguaçu e Furukawa iniciam parceria para descarte correto de cabos
A Instituição já recebeu um Cheque Verde como bonificação para escolha de produtos da própria Furukawa

A Uniguaçu está participando do programa chamado Green IT, da empresa Furukawa, que contribui na preservação do planeta. O programa Green It Furukawa auxilia a todos na hora de descartar corretamente cabos que já completaram o seu clico de vida. A Furukawa já tem várias empresas que contribuem com esse descarte consciente, sustentável e produtivo.
O programa existe desde 2007 e consiste na permuta de cabos eletrônicos de gerações anteriores, cabos de energia e telefônicos, independente do fabricante, por novos produtos da marca Furukawa. A seguir, estes cabos são enviados para reciclagem adequada onde são reaproveitados como matéria prima por outras empresas.
Visando auxiliar com a preservação do planeta e também pensando no Núcleo de Práticas Ambientais que existe dentro da Uniguaçu, o setor de Tecnologia da Informação (TI) promoveu a coleta de uma grande quantidade de cabos que são aceitos no programa e realizou o cadastro inicial no site da Furukawa. O contato foi todo feito via e-mail, onde foram seguidos os passos: Cadastro do cliente; Envio das embalagens vazias por parte da Furukawa; Envio dos materiais por parte do cliente; Fluxo de conferencia e destinação; Bonificação para cliente; Emissão do certificado (opcional).
As empresas que participam do programa recebem um cheque verde. Enviamos um total de 335Kg de cabos em 8 volumes (Bags), e conseguimos um cheque verde no valor de R$ 1.881,60 como bonificação para escolha de produtos da própria Furukawa. Todo esse processo ocorreu entre o final do mês de julho, agosto e início de setembro.
Além disso, as empresas recebem certificado de participação no programa, que atesta seu compromisso com a sustentabilidade e o meio ambiente. Através de ações como esta reduzimos o uso de recursos não renováveis, economizamos energia e contribuímos com a preservação do meio ambiente e da saúde das pessoas.
Se você precisa descartar cabo eletrônico, cabos de energia ou telefônico, ou ainda qualquer tipo de lixo eletrônico, a Uniguaçu tem a destinação correta para todo este material. Traga a sua sucata até os pontos coletores espalhados pela Uniguaçu ou diretamente no TI.

 

Concurso de Ideias
O local de implantação do projeto é o estacionamento do Prédio Sede da Uniguaçu, onde os alunos tinham a limitação do espaço e de orçamento para garantir a viabilidade técnica e econômica do projeto

 

O curso de Arquitetura e Urbanismo da Uniguaçu realizou a terceira Charrete – Concurso de Ideias. A atividade teve início na noite de sexta-feira, 28 de setembro, e os acadêmicos tinham até sábado, 29, às 14h30, para entregar o projeto pronto. A charrete é um evento que tem o objetivo do trabalho coletivo e interação entre turmas. Discute-se um tema de projeto em nível acadêmico e as equipes trabalharam na busca de melhores soluções para este.
Charrete é um concurso, levando em consideração os processos de ensino-aprendizagem adquiridos nas aulas e a criatividade dos acadêmicos, valorizando a produção artística, cultural e intelectual. O tema desse ano foi Vaga Viva, que tem a intenção de provocar uma reflexão sobre o uso atual do espaço urbano. Esses espaços são cada vez mais dedicados aos automóveis, em forma de avenidas, viadutos, estacionamentos, e os acadêmicos deveriam desenvolver propostas para uma ocupação permanente de alguma vaga de estacionamento de carros, transformando-as em área de convivência, de lazer e área verde. O local de implantação do projeto será no estacionamento do Prédio Sede da Uniguaçu e os alunos tinham a limitação do espaço e de orçamento para garantir a viabilidade técnica e econômica do projeto.
A equipe campeã foi composta pelos acadêmicos Elias Alves Elias, Amanda de Cássia Hollas, Matheus Ricardo de Jesus do sexto período noturno e Gabriel Grube e Jaqueline Wengezyn do quarto período noturno. Eles elaboraram um projeto desconstrutivista, garantindo a fluidez do espaço em uma composição permeável elevando a qualidade estética do projeto.
Para a Diretora Geral da Uniguaçu, professora, Marta Borges Maia, a terceira edição do evento surpreendeu a todos, pois, o nível de envolvimento dos acadêmicos e do curso se tornou ainda maior. “O Concurso Charrete com o tema Vaga Viva trouxe surpresas agradáveis, pois os projetos foram de um nível bem alto. Percebemos como Instituição, que este é mais um momento de muito aprendizado, um momento em que os acadêmicos colocam a mão na massa e efetuam um projeto que será concretizado”, disse.

 

Leave a comment

Your email address will not be published.


*


Carregando...